MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process. 2020: 33023317
Pageviews 2019: 4355776
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

TechNet Webcast: Visão Geral Técnica: System Center Configuration Manager 2007 SP2 e R3, dia 2/6/2010

 

Idioma(s):  Português. 
Produto(s):  Outros,Windows 7,Windows Server 2008. 
Público(s):  Generalista de TI.  
Duração:  60 Minutos 
Data de Início:  quarta-feira, 2 de junho de 2010 12:00 Brasília  
  
Visão Geral do Evento 
Com o lançamento dos sistemas operacionais Windows 7 e Windows Server 2008 R2, novas capacidades e cenários de uso estão surgindo para o gerenciamento de sistema. Questões econômicas, regulamentárias, sobre TI Verde e segurança continuam a ser os desafios que as organizações enfrentam. Neste Webcast, fornecemos uma visão geral e uma atualização técnica sobre o Microsoft System Center Configuration Manager 2007. Focamos nas melhorias do Service Pack 2 e R3, capacidades de mercado e em descrever nossa estratégia de lançamentos a curto prazo.

Palestrante: Marcelo Sincic e Wesley Fernandes

Registro: https://msevents.microsoft.com/CUI/WebCastEventDetails.aspx?EventID=1032444323&EventCategory=4&culture=pt-BR&CountryCode=BR

 

Posted: mai 28 2010, 13:45 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

System Center Configuration Manager v.Next

Já a algum tempo que esperamos pela nova versão do SCCM. A atual versão do System Center Configuration Manager 2007 SP2 já está com um release em Beta que é o R3, um pacote com alterações interessantes. Aproveitando o post estarei apresentando no dia 2/6 as 12:00 um webcast sobre o SCCM SP2+R3 (https://msevents.microsoft.com/CUI/WebCastEventDetails.aspx?EventID=1032444323&EventCategory=4&culture=pt-BR&CountryCode=BR).

Agora temos oficialmente o anuncio de que o v.Next está pronto para o Beta 1. Ainda não está disponivel para download, mas já temos um ppt explicando as alterações que estão previstas.

Documento: Configuration Manager VNext Technical Overview Dec 2009 -MSConnect.pdf (4,33 mb)

Algumas das principais mudanças estão no primeiro pila que é o gerenciamento de funções do usuario, incluindo agora um portal para o proprio usuário escolher os softwares disponiveis para instalação. No pilar administração uma das mudanças e agora ser possivel distribuir alguns pacotes de correções especificos, alem de evoluir nos papeis e como são dispostos. No terceiro pilar, o gerenciamento de clientes, foram incluidas funções interessantes no RDP e incorporado o que hoje é um addin para fazer atualições offline em imagens.

Como faço parte do grupo de TAP assim que receber o Beta irei instalar e postar as mudanças.

Posted: mai 24 2010, 21:12 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Instalando o System Center Configuration Manager R3 Beta no Windows 2008 R2

Olá pessoal, hoje baixei e fui instalar o SCCM R3 que foi liberado para os influenciadores e testers aprovados no final da semana passada, já que no dia 02/06, uma quarta feira as 12:00 estarei junto com o Wesley Fernandes o webcast sobre as novidades do SP2 e R3 (https://msevents.microsoft.com/CUI/WebCastEventDetails.aspx?EventID=1032444323&EventCategory=4&culture=pt-BR&CountryCode=BR)

Os passos adicionais para instalar no Windows 2008 estão abaixo, mas notei uma estranha limitação. Não é possivel instalar o SCCM R3 em um System Center licenciado, ou seja, você precisará baixar a versão de avaliação (EVAL) com SP2 para poder instalar o R3. Estranho, mas é isso mesmo.

Sendo assim, segue um pequeno guia para quem quiser instalar o R3:

É isso ai, estas semanas vou começar a fazer mais testes com o R3 e posto em breve.

Posted: mai 10 2010, 15:18 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: System Center

FAQ de Certificações na Familia System Center: Exames e Cursos Oficiais

Eu recebo e atendo clientes constantemente aqui no Centro de Treinamento (CPLS) em que trabalho com dúvidas sobre certificações da familia de produtos Sharepoint. Então segue um breve FAQ sobre isso:

  1. Existem certificações para todos os produtos da familia System Center?
    Resposta:
    Não. Existe certificação para 4 dos produtos, os principais como no gráfico abaixo. Os produtos System Center Essentials não tem certificação porque é um subset do SCCM e do SCOM. Tambem não há exame para o SCSM (Service Manager) ainda, mas em breve haverá pois já houve o anuncio de que está perto do lançamento final. Por ultimo não há e nem haverá certificação para os produtos System Center Capacity Planner já que esse produto está sendo descontinuado.
  2. Está disponivel as certificações série Profissional (MCITP) para os produtos System Center?
    Resposta: Não
    . Os produtos System Center possuem apenas a série especialista (MCTS), como no gráfico acima. O motivo é que estes produtos são complementares a infraestrutura existente. Por exemplo, a pessoa que se certificar no SCVMM deveria ter, não obrigatoriamente, o exame de Windows Hyper-V. Para o SCCM o candidato deveria ser um MCITP em suporte e para o SCOM já ter experiencia e certificação MCITP/MCSE em Windows Server.
  3. Existem cursos oficiais para os produtos System Center?
    Resposta
    : Sim, parcialmente. Conforme o gráfico abaixo mostra o SCOM e o SCDPM utilizam um curso da linha Courseware Library que não são cursos desenvolvidos pela Microsoft e sim por parceiros ou MCTs que passaram por um processo de aprovação da comunidade. Isso não implica em queda de qualidade, mas apenas é um formato que a Microsoft disponibilizou para que parceiros tambem pudessem comercializar treinamentos de qualidade.
  4. É dificil ser aprovado nos exames de System Center?
    Resposta: Nem sim, nem não. Os exames de System Center não são tão dificeis como eram os de design de AD, por exemplo, onde o curso preparava de forma muito superficial o aluno para o exame, já que os treinamentos abrangiam configuração e design teórico enquanto o exame era estudo de casos reais. Porem, nos novos exames, o que inclui Windows 2008, Windows 7 e outros produtos, os cursos já estão mais voltados a certificação com material de estudo no CD/DVD que vem na apostila. E você sempre tem a opção de assistir os webcasts no TechNet (www.microsoft.com/brasil/technet) e os preparatórios para exame (http://cli.gs/4nDBzX).

Bem, espero ter ajudado e conforme surgirem novas perguntas vou incluindo no post.

Posted: abr 30 2010, 14:50 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Instalando Client do Configuration Manager no Windows 2008 R2 (Domain Controller)

O Windows Server 2008 R2 DC oferece resistencia a instalação automática do client pela interface do System Center. O problema é que o Windows 2008 R2 quando também é um DC só permite execução de programas automáticos no modo User.

Para instalar siga os passos a seguir, os segredos são o prompt em modo elevado, execução local e como serviço no Windows:

  1. Acesse o diretório ou compartilhamento da rede onde o client se encontra e copie o conteudo da pasta client para seu disco local
  2. Abra o prompt de comando como Administrador
  3. Accesse a pasta e execute: ccmsetup.exe /mp:<MP server> /Service
  4. Verifique no Services do Windows se foi instalado o serviço ccmsetup e se está iniciado

Após o final o serviço irá ser apagado e o cliente estará funcionando.

Posted: mar 15 2010, 16:32 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login
Marcelo de Moraes Sincic | julho 2018
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2020: 33023317
Pageviews 2019: 4355776
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

EOL do Windows e SQL 2008–Opções de Extensão

Como já é conhecido, o ciclo de vida de produtos da Microsoft para 2019 incluem o Windows e SQL 2008 RTM e R2.

image

image

Fonte: https://support.microsoft.com/pt-br/lifecycle/search 

Porque isso é importante?

Esse é um problema típico nas grandes empresas, controlar o ciclo de vida do suporte dos produtos que estão implementados.

Esse assunto não é de menos importancia, pois ter o suporte finalizado implica:

  • Novas ameaças de segurança, mesmo as que envolvem brechas de software, não são mais disponibilizadas para os sistemas expirados
  • Novos recursos em novos produtos não tem garantia de funcionamento nos produtos expirados

O primeiro item é importantissimo. Imagine que sua empresa está vulnerável a um ataque como muitos que vimos, pois apenas UM SERVIDOR em seu ambiente é expirado!!!

O que fazer se tenho produtos que expiram?

Obviamente que a melhor opção é migrar (“TO-BE”), mas sabemos que nem sempre é possivel. O que pode ajudar é usar produtos como o Service Map do Log Insights (http://www.marcelosincic.com.br/post/Azure-Log-Insigths-Service-Map.aspx).

Mas para quem não pode fazer o upgrade, uma das opções é comprar o suporte via Premier para mais 3 anos, que não é barato mas é possivel negociar através do seu time de contas Microsoft.

O custo para extender o suporte POR ANO é equivalente a 75% do software full na versão mais atual.

Porem, a Microsoft disponibilizou uma opção bem interessante que é migrar para Azure “AS-IS”!!!!

Isso mesmo, quem migrar para Azure o Windows 2008 e SQL Server 2008 não precisará se preocupar pois terão gratuitamente o suporte por 3 anos adicionais.

https://azure.microsoft.com/pt-br/blog/announcing-new-options-for-sql-server-2008-and-windows-server-2008-end-of-support/

Não precisamos nem discutir que é uma estratégia para aumentar o uso de Azure, mas muito boa financeiramente para qualquer workload que possua.

tela1

Posted: jul 23 2018, 01:56 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Adoção Assistida do Office 365 e Azure com o FastTrack

Ao convertermos novos clientes que tinham produtos on-premisse para produtos on-line sempre temos o impacto inicial da migração.

Se o cliente comprou na modalidade CSP (Cloud Solution Provider) a configuração inicial é toda realizada pelo parceiro e a migração dos dados em geral tambem já é incluida como um serviço. Afinal, é importante lembrar que no modo CSP quem detem a conta é o parceiro pois é um modelo gerenciado.

Já no modelo de Licensing Partners, seja com contrato MPSA ou Enterprise Agreement (EA) o dono da conta e do tenant é o próprio cliente. Isso quer dizer que cabe ao cliente criar a tenant, habilitar os serviços, configurar e migrar os dados.

Como fazer o kickoff do Office 365 sem “dores” e com a melhor estrutura?

A resposta obvia seria contratar um parceiro de serviços Microsoft especializado em Office 365 que fará todo o processo, mas muitas vezes não é o que será feito.

Nestes casos, é possivel acionar o FastTrack.

O que é o Microsoft FastTrack?

Em termos básicos o FastTrack é um site contento todo um repertório de ferramentas para quem já tem ou adquiriu Office 365 em contrato direto (MPSA ou EA).

https://fasttrack.microsoft.com 

Ao entrar no site poderá iniciar vendo um Dashboard do seu estado atual como abaixo:

image

Note que logo na primeira parte vemos o nome do meu tenant de testes, os dados incluindo algumas informações da empresa e o gerente do FastTrack, Engenheiro e Arquiteto. Quem são essas figuras?

Alguns clientes, principalmente na adoção possuem o beneficio de engajar um time da MS para ajudar no planejamento e execução da migração.

Isso não quer fizer que irão executar, mas sim orientar e apoiar no processo de criação do tenant, integração do AD (AADSYNC), configuração dos serviços e o processo de migração em sí.

Para saber se você é elegivel, veja “Ofertas” e “Serviços”:

image

image

O primeiro item “Ofertas” não são migrações e sim documentação gerada para compliance e arquivamento.

Já o item “Serviços” é onde poderá solicitar que a Microsoft engaje o time para executar as funções desejadas.

Note que não apenas Office 365, mas tambem Planning de deploy de Windows (neste caso é necessário ter voucher de Planning Services) e um parceiro para ajudar com Windows 10 se ainda não migrou.

Tambem temos a opção de Azure, mas ela só é disponivel para alguns paises e o cliente precisa consumir no minimo U$ 5000 mês.

Em qualquer dos casos, a Microsoft envia um email com mais informações para você e iniciará o processo conforme o tipo de solicitação.

E se já tenho o tenant e utilizo, que valor tenho no FastTrack?

Mesmo assim é interessante. Acesse o link https://myadvisor.fasttrack.microsoft.com

Esse site tem uma lista de recursos onde você poderá baixar apresentações, guias, modelos de emails e videos educativos.

A unica restrição é que todo o conteudo está em inglês  Sad smile 

De qualquer forma, ferramentas como o “Network Planner” para validar necessidade de link é importantissimo para o primeiro momento.

Tambem podemos destacar os videos e documentos onde podemos aprender mais sobre os recursos e o passo-a-passo de uma estória de sucesso!

Desenho de Cenários (Planos de Sucesso)

Uma opção bem interessante é a criação dos Planos de Sucesso que pode ser visto na primeira tela deste post.

Ao criar um plano e escolher o produto, será guiado a um checklist completo onde poderá escolher o que irá fazer e o site irá ajudar a trilhar o caminho correto.

Uma ajuda muito útil quando estamos fazendo a implementação e não queremos deixar algo passar!

image

image

E um recurso interessante é que você poderá acessar videos para ajudar na adoção do produto desejado pelos usuários finais.

image

Conclusão

Se está implantado, já tem funcionando apenas com alguns produtos ou está evoluindo o ambiente, o FastTrack irá ser uma ajuda enorme para o sucesso!

Posted: jul 17 2018, 23:01 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Azure Log Insights–Service Map

Muitos já conhecem o Log Insights que antes era chamado de Operations Management Suite.

Nesse post vou destacar um dos muitos plug-ins de solução do Log Insights (chamados de Solutions no portal) que é o Service MAP

NECESSIDADE

Migrar um Datacenter não se resume a levar servidores de um lado para outro, muitas vezes é necessário migrar ambientes por perfil de aplicações.

O objetivo nestes casos é saber quais servidores devem ser migrados juntos para não ter problemas de comunicação tanto entre a mesma aplicação como tambem entre o serviço e os clientes.

O problema muitas vezes é conseguir mapear isso, pois poucas empresas possuem um mapa de aplicaçoes onde conste os servidores e serviços utilizados em cada aplicação, principalmente aplicações Web e Bancos de Dados.

SOLUÇÃO

A Solution Service Map do Log Insights resolve este problema!

Ela mapeia todas as comunicações que são realizadas com os servidores com o agente instalado e monta um mapa completo do uso detalhando portas, nomes, serviços e permitindo drill-down para visualizar as conexões e um painel de detalhes para cada item selecionado.

Segue abaixo alguns prints que utilizo para demonstrar o recurso:

capture20180405193706451

Visualização dos serviços em um dos servidores e detalhes do servidor selecionado. Note que do lado esquerdo é possivel ver a barra de detalhes do servidor mapeado a partir de outros Solutions ativos em seu Log Insights.

capture20180405193730890

Detalhes de um dos servidores que se comunica com o host, com detalhes da comunicação e do servidor.

capture20180405193826648

Ao abrir o servidor selecionado na tela anterior posso ver os detalhes dele, incluindo agora os desktops e outros servidores que tambem utilizam o target selecionado.

capture20180405193906565

Visualizando os detalhes de comunicação entre o servidor target e o servidro com SQL Server onde podemos ver as comunicações do SQL para autenticação, já que o target é meu Domain Controller.

Grupo

Aqui podemos visualizar no conceito de grupos onde os servidores que inclui o grupo são mapeados e pode ser utilizado para criar os mapas de determinada aplicação.

Baseado no gráfico acima, consigo visualizar que o host T110 possui duas VMs principais que se comunicam com todos os clientes e entre eles constantemente.

Se for criar um plano de migração do meu ambiente já saberia que elas são as duas principais VMs que precisam ser ativadas juntas na migração.

UTILIZANDO O SERVICE MAP

Para utilizar o Service Map você obviamente deve ter uma conta Log Analytics já habilitada e incluir a Solution.

O levantamento dos dados não é realizado pelo agente normal do Log Insigths, é necessário baixar um agente especifico que pode ser encontrado no link abaixo:

https://docs.microsoft.com/en-us/azure/monitoring/monitoring-service-map-configure

Logo após instalar o agente do Service Map já será possivel visualizar os mapas e utilizar grupos.

Importante: O Service Map só mantem dados de 1 hora no máximo, portanto é um portal para visualização imediata já que não possui histórico nem relatórios analíticos.

Referencia completa: https://docs.microsoft.com/en-us/azure/monitoring/monitoring-service-map

Posted: jul 03 2018, 15:14 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 3/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Log Analytics | Azure | Azure OMS
Login