MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process.
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Segunda Chance Está de Volta e com Desconto em Pacotes

Get a Second Shot at Microsoft Certification for free

A Microsoft acaba de anunciar que retorna a promoção Segunda Chance (Second Shot), o que significa?

Caso você compre um voucher de treinamento e não consiga aprovação, poderá fazer o mesmo exame novamente sem custos!

IMPORTANTE: Vcoê precisa gerar o voucher ANTES de fazer a marcação do exame, pois o código utilizado no agendamento é o mesmo que será utilizado para refazer o exame se necessário. Não há como solicitar ou usar após já ter marcado.

Desta vez a promoção é diferente do ano passado por ser baseada em preços regulares. No ano passado a segunda chance acrescentava um valor de 25% sobre o exame normal, exceto em caso de Packs de 2, 3 ou 5 exames com desconto progressivo.

Segue como será neste ano, detalhes em http://www.microsoft.com/learning/en/us/offers/secondshot.aspx:

  • Exame individual ao preço normal (U$ 100 no Brasil) com segunda chance, sendo que o exame e a segunda chance podem ser comprados e realizados até 31/03/2013
  • Pacote de exames para uma certificação especifica (novas certificações MCSA, MCSE e MCSD) com 15% de desconto no total, sendo que podem ser comprados até 31/03/2013 e realizados até 31/12/2013.
    Como exemplo, os 3 exames para MCSA: Windows 2012 sairiam pelo preço normal no Brasil de U$ 300, por U$ 255

Ou seja, alem do desconto o pacote de exames também tem 7 meses a mais na validade.

Caso tenha dúvidas procure o FAQ em http://www.microsoft.com/learning/en/us/offers/secondshot-faq.aspx

Posted: ago 27 2012, 21:39 by msincic | Comentários (6) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Certificação

Utilizando o Software Update Point no System Center Configuration Manager 2012

Uma das funcionalidades presente no SCCM 2007 que foi continuada e recebeu interessantes inovações é o Software Update Point, que tem a função de trazer para dentro do SCCM 2012 a capacidade de controlar, distribuir e gerar relatórios e dashboards.

Configuração Inicial

Para fazer a configuração do SUP (Software Update Point) no SCCM 2012 é necessário instalar a feature Windows System Update Services (WSUS) no Windows Server 2008 R2, o que pode ser realizado pelo Server Manager.

Nota: Não é possivel utilizar upstream server no servidor SCCM configurado como primary.

Depois disso o passo seguinte é no console do SCCM 2012 incluir a role SUP e configurar suas opções, como mostra a imagem abaixo onde podemos configurar os dados de proxy para acesso aos dados.

08-05-2012 11-15-06

Para configurar os produtos, tipos de update e criticidade é necessário acessar o menu pela Ribbon como mostra a imagem abaixo, e selecionar Software Update Point:

08-05-2012 11-17-55

A seguir será aberta a configuração do SUP onde selecionamos os produtos, classificações, regras de inclusão (supersedence) e idiomas:

08-05-2012 11-18-10

Aprovando e Distribuindo Updates

A partir da configuração já será possivel verificar os updates disponiveis na tela principal.

No dashboard do SUP será possivel ver todos os updates com estatisticas de aplicabilidade, bem como dados indicativos da instalação do update no parque inventariado.

08-05-2012 11-47-42

Clicando sobre os updates é possivel definir quais serão baixados (Download) ou fazer a distribuição (Deploy) diretamente ao Collections:

08-05-2012 11-49-21

Ao escolher a opção de deploy será possivel fazer um pacote, já que o processo de distribuição de updates do SUP é baseado na distribuição de software do SCCM, com a criação de um package e um advertisement, porem com um wizard mais simples que mostrarei no próximo tópico.

Automatizando os Updates

Uma diferença em relação ao WSUS é que o SUP não baixa sozinho a menos que se crie regras especificas, bem mais completas do que no WSUS que se baseia apenas no SO, produto e criticidade. No SCCM 2012 é possivel definir qualquer tipo de filtro para os updates, incluindo palavras especificas no texto da descrição.

O primeiro passo é criar um Automatic Deployment Rules que consiste em informar a coleção e a regra de distribuição:

08-05-2012 11-21-52

Na sequencia deverá ser indicado se deseja utilizar o WOL (Wake Up On Lan) para ligar as máquinas no horário pré-definido e o nivel de detalhes que o usuário verá de cada update, assim como aprovar automaticamente EULAs (contratos), que obviamente deve estar ligado, a menos que vc deseje que o usuário saiba o contrato de responsabilidade a ser utilizado:

08-05-2012 11-22-26

O próximo passo é o mais importante, pois envolve a criação dos filtros de semântica, onde podemos definir a criticidade, SO, idioma, data e até procura no texto descritivo do update para determinado produto, por exemplo, Excel:

08-05-2012 11-26-56

Na sequencia irá ser definido o fuso horário, se centralizado do servidor ou do fuso do cliente, quando será instalado e disponibilizado. No exemplo abaixo o update é disponibilizado assim que baixado no servidor e a instalação pode ser feita em até 7 dias, o que indica o tempo máximo que o usuário pode adiar antes que faça automaticamente a instalação:

08-05-2012 11-27-20

Como comentado no inicio, é utilizada a estrutura de pacotes na distribuição de updates, portanto o passo seguinte é indicar se será utilizado um pacote existente ou um novo. No caso de updates automáticos é bom utilizar um novo pacote para evitar confusões de conteudo. Note que na sequencia será definido o Distribution Point, localização dos downloads e idiomas desejados, levando em conta que idioma neste caso não é dos updates mas sim da interface:

08-05-2012 11-27-50

Com estes passos vimos como criar uma estrutura de updates dinâmica no SCCM 2012.

Posted: ago 24 2012, 14:02 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Novo curso no Microsoft MVA: System Center Configuration Manager 2012

Criado a algumas semanas por mim e o Josué Vidal (@josuevidall), este novo MVA (Microsoft Virtual Academy) aborda toda a infraestrutura e recursos que o SCCM 2012 possuem.

Vale a pena assistir em http://www.microsoftvirtualacademy.com/tracks/introducao-ao-system-center-configuration-manager-2012

image

Posted: ago 14 2012, 23:17 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Novo SkyDrive Client do Windows Live Essentials 2012

Com a atualização do pacote Windows Live Essentials 2012, um dos recursos que ficou muito superior é o cliente do SkyDrive para sincronização de dados.

O novo pacote está disponivel em http://windows.microsoft.com/en-US/windows-live/essentials-home

Duas novas funcionalidades são interessantes, a primeira a sincronização rápida e simples. O SkyDrive irá criar uma pasta em Documentos e todo o conteudo desta pasta é sincronizado. Nos testes em que deletei um arquivo em um computador e acrescentei arquivos na mesma pasta no tablet, o resultado foi correto.

Outro recurso interessante é o “Make files on the PC available to me on my other devices” onde os arquivos locais do computador ficam disponiveis pela internet.

image

O resultado é que ao entrar no Live.com pode ver a pasta “Computers” onde aparecem os computadores que possuem o agente do SkyDrive instalado, o que pode incluir Windows Phones, e permite o acesso remoto dos arquivos locais:

image_thumb[5]

Por fim, o espaço disponivel na versão gratuira é de 7 GB mas pode ser aumentado aos valores anuais abaixo:

image

Vale a pena também conhecer os novos Movie Maker e Photo Gallery com recursos muito interessantes como melhorias no tratamento de imagem e efeitos em videos.

Posted: ago 14 2012, 23:14 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows

Artigos no Wiki MIVP #14, #15 e #16–System Center Virtual Machine Manager 2012, Série Completa

Continuando a parceria com a agência de publicidade para a montagem de 20 artigos referentes a Private Cloud com System Center 2012, esta semana publicamos o artigo no portal MIVP do Wiki, desta vez focados no System Center Virtual Machine Manager 2012:

Em breve os próximos artigos que irão abordar o System Center Service Manager 2012 e Windows 2012:

  • System Center Service Manager 2012 - Instalação e Configuração
  • System Center Service Manager 2012 - Administração e Dia a Dia
  • Windows 2012 - Novidades do Hyper-V
  • Windows 2012 - Novidades do Cluster Service e NIC Team

Series anteriores:

Login
Marcelo de Moraes Sincic | Artigos Essenciais sobre Cloud
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process.
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Artigos Essenciais sobre Cloud

Dois artigos recentes sobre cloud que foram divulgados este final de mês são muito bons para justificar e planejar implementações.

ROI com Windows Server 2012 R2

O primeiro artigo é um documento da Forrester encomendado pela Microsoft destacando a economia alcançada com a implementação do Windows Server 2012 R2 como Hypervisor.

Os dados foram obtidos a partir de uma migração em cliente e contem os dados do que foi depreciado, qual o investimento necessário e o ROI obtido, incluindo os equipamentos de hardware que foram dispensados com a implementação:

http://download.microsoft.com/download/D/E/5/DE54D714-0545-4399-A26B-3C09C4DB7877/The_Total_Economic_Impact_of%20Microsoft_Windows_Server_2012_R2_White_Paper.pdf

Como Não Perder a Oportunidade da Jornada para a Cloud

O segundo documento é um artigo escrito Mike McCaig que é um especialista em Cloud Datacenter e destaca como não perder a oportunidade e investimentos realizados na migração.

Destaca por meio de tópicos itens importantes que em geral são desapercebidos ou tratados com pouca atenção:

  • Entender o que será movido
  • Controle sobre como será realizado
  • Manter as pessoas engajadas

http://techpageone.dell.com/technology/cloud-computing/avoid-getting-lost-journey-cloud/#.U6rnW7G0Ps

Posted: jun 26 2014, 10:09 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Os comentários estão fechados
Login
Marcelo de Moraes Sincic | MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2017: 3877830
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Correção para o SCCM 2016 build 1610 no OSD para Windows 10

Como já é conhecido de todos que atualizaram para o SCCM 2016, agora os builds são baixados e instalados diretamente na console (http://www.marcelosincic.com.br/post/Novo-Modelo-de-Updates-do-SCCM-2016.aspx)

Porem, com o update para o build 1610 diversas implementações tiveram problemas de “0x80091007 (Hash value is not correct)” no log do OSD quando aplicavam imagens de Windows 10, um erro que não estava documentado.

Pois bem, a Microsoft liberou na segunda um Hotfix para esse problema e alguns outros que estão descritos no KB 4010155: https://support.microsoft.com/en-us/help/4010155/update-rollup-for-system-center-configuration-manager-current-branch-v

Caso tenha o SCCM 2016 Build 1610, entre na console e aguarde o download do Hostfix para depois instalá-lo:

image

Posted: mar 01 2017, 14:03 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Novo RoadMap e Licenciamento Windows Server 2016

Após o lançamento do Windows Server 2016 recebi diversos questionamentos sobre o futuro (roadmap) e o licenciamento do Windows para servidores.

Vamos integrar este assunto ao tópico sobre SAM em http://www.marcelosincic.com.br/post/Software-Asset-Management-(SAM)-com-System-Center-Configuration-Manager.aspx 

Novo Ciclo de Vida para Windows Server

Como exemplo, o Windows 10 foi lançado no build 1511, atualizado para o 1606 e já existem outras builds disponiveis para quem é parte do programa Windows Insider.

O mesmo conceito será adotado com o Windows Server, que terá garantido 10 anos de vida útil com atualizações, porem com duas “vertentes”:

  1. Windows Server 2016 Desktop Experience (instalação pradrão) e Server Core – Nesta versão o tempo de vida será de 10 anos. Esse modelo é o mesmo do Windows 10 chamado de LTSB (Long Term Service Branch).
  2. Windows Server Nano – Nesta versão o tempo de vida é de 10 anos e as atualizações serão por build como no Windows 10. Esse modelo de atualizações é chamado de CBB (Current Branch for Business) e está em conformidade com o “Modern Lifecycle Policy”.

Referencia: https://blogs.technet.microsoft.com/windowsserver/2016/07/12/windows-server-2016-new-current-branch-for-business-servicing-option/ e https://support.microsoft.com/en-us/lifecycle/search?alpha=windows%20server%202016

Vamos entender melhor o que isso significa e como é diferente do atual modelo.

No Windows 2012 novas features sempre eram acrescentadas no R2 e Service Packs, ou seja, era necessário aguardar até dois anos para ter as novas funcionalidades do SO.

Para as instalações de Windows Server 2016 Full e Server Core as atualizações serão enviadas por pacotes cumulativos, como se fosse um Service Pack. O mais atual para Windows 10 e Windows 2016 é o Anniversary Update. Novas features serão enviadas junto com estes pacotes.

Já no Windows Server 2016 Nano as atualizações carregam novas features, ou seja um novo recurso lançado no Windows será enviado para os servidores como um pacote opcional de 3 a 4 vezes por ano. Não haverá necessidade de esperar pelo update cumulativo para ter acesso a funcionalidades novas.

Em suma, teremos um Windows atualizado por 10 anos. Se utilizar a versão Full precisará aguardar os updates anuais cumulativos para ter acesso a novas funcionalidades. Se usar a versão Nano poderá ter acesso muito rápido quando novas funcionalidades ficarem disponiveis.

Licenciamento

Já conhecido no SQL Server 2012 o licenciamento por CORE se torna o padrão para o Windows Server.

A mudança tem um motivo muito simples, o numero de processadores (sockets) em um servidor low e medium profile (por exemplo Xeon E3 e E4) passaram a dimunir e o numero de CORE (empilhamento) aumentar com o aumento da miniaturização dos componentes.

Em tempos passados era comum uma maquina de 4 Sockets (processores) cada um com 4 ou 8 CORE. Hoje é muito mais comum máquinas de 2 Sockets e 48 CORE. Por exemplo, o Xeon E5-2650 tem 10 CORE e o E7-8890 tem 24 CORE.

Baseado nisso, os fabricantes estão mudando a cobrança de SOCKET para CORE e impondo um minimo de CORE para cada servidor.

Para entendermos melhor como se licenciava antes um servidor e como ficará agora, levando em conta que cada licença é comprada para 2 Processadores ou para 2 CORE:

SO Processadores COREs Total Tipo de Licença Licenças Necessárias
W2012R2 1 2 PROC 1 licença de 2 Socket(Proc)
W2012R2 1 10 PROC 1 licença de 2 Socket(Proc)
W2012R2 2 8 PROC 1 licença de 2 Socket(Proc)
W2012R2 3 24 PROC 2 licenças de 2 Socket(Proc)
W2016 1 2 CORE 8 licenças de 2 CORE (minimo)
W2016 1 10 CORE 8 licenças de 2 CORE (minimo)
W2016 2 8 CORE 8 licenças de 2 CORE (minimo)
W2016 3 24 CORE 12 licenças de 2 CORE

Ou seja, todos os servidores fisicos que você possua precisarão ser licenciados para no minimo 16 CORE mesmo que ele só tenha 4 CORE (Xeon E2).

Mas não se assuste, o valor que hoje se pagava por uma licença de 2 Processadores é equivalente ao pago pelas 8 licenças de 2 CORE. Ou seja, financeiramente para servidores comuns não haverá diferença.

E como ficam as licenças que já possuo por Processador?

Essa é a pergunta mais comum e a resposta é simples: Para cada licença atual de 2 Processadores/Socket (Lic2Proc) a Microsoft irá automaticamente converter e considerar como 8 licenças CORE (Lic2CORE).

Mas e se eu tenho atualmente um servidor com 2 Processadores e 24 CORE, terei que comprar 8 CORE (2 licenças Lic2CORE) adicional?

Neste caso é importante que você execute um SAM (Software Asset Management) antes de renovar seu contrato ou imediatamente antes de trocar seu servidor para documentar que havia essa situação.

Uma vez com o SAM arquivado e documentado, você poderá contar com as 24 licenças de CORE em outro servidor, mas exige uma atenção:

  1. Possuo atualmente um servidor de 24 CORE e comprei outro de 36 CORE: Precisará comprar 6 licenças (Lic2CORE) para complementar
  2. Comprei dois servidores de 12 CORE: Você não poderá “quebrar” as 12 licenças convertidas, pois elas são para um servidor e não licenças independentes

CONCLUSÃO

Execute um SAM imediatamente para documentar a situação dos seus servidores atuais.

Lembre-se que só precisará pagar se não documentar!!!!

Para leitura adicional e exemplos de conversão, baixe o documento de licenciamento: https://www.microsoft.com/en-us/licensing/product-licensing/windows-server-2016.aspx#tab=2

Posted: dez 26 2016, 17:41 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Novos Management Packs para SQL

Complementando o post anterior sobre os novos Management Packs atualizados após o lançamento do Windows e System 2016 (http://www.marcelosincic.com.br/post/new-system-center-operations-manager-2016-management-packs.aspx), segue atualização.

Foi liberado hoje o Preview do novo Management Pack para SQL desde a versão 2008 até 2016.

Importante que este preview já resolve alguns problemas que ocorreram com bases de dados e indicadores na console do SCOM 2016:

New SQL Server 2008/2008 R2/2012 MP Features and Fixes

  • No extra permissions on remote WMI are now required for Local System account when Always On hosts have names that are no longer than 15 symbols
  • Fixed: Always On discovery and monitoring scripts cannot read cashed values in Windows registry
  • Fixed: Wrong MP version number in some Always On scripts
  • Fixed: CPUUsage and DBDiskLatency scripts fail with the reason: “Index operation failed”
  • Added retry policy in some Always On workflows to make PS-scripts work more stable
  • Updated the visualization library
  • Changed behavior of Always On scripts for cases when WSFC service is stopped

New SQL Server 2014/2016 MP Features and Fixes

  • No extra permissions on remote WMI are now required for Local System account when Always On hosts have names that are no longer than 15 symbols
  • Fixed: Always On discovery and monitoring scripts cannot read cashed values in Windows registry
  • Fixed: Wrong MP version number in some Always On scripts
  • Fixed: CPUUsage and DBDiskLatency scripts fail with the reason: “Index operation failed”
  • Added retry policy in some Always On workflows to make PS-scripts work more stable
  • Updated the visualization library
  • Fixed: Always On objects get undiscovered when any Always On discovery crashes

New SQL Server Replication 2008/2012/2014/2016 MP Features and Fixes

  • Added support for configurations where computer host names are longer than 15 symbols
  • Fixed: MonitorDistributorSnapshotFreeSpace fails when being launched against SQL Server 2014 SP2
  • Fixed: Wrong source detection in logging
  • Updated the visualization library

New SQL Server Analysis Services 2008/2012/2014/2016 MP Features and Fixes

  • Added support for configurations where computer host names are longer than 15 symbols
  • Fixed: AS workflows sometimes crash
  • Updated the visualization library

New SQL Server Reporting Services 2008/2012/2014/2016 MP Features and Fixes

  • Added support for configurations where computer host names are longer than 15 symbols
  • Fixed: Web Service monitors do not support URL reservation https://+:<port>/<ReportServerPage> (protocol is HTTPS)
  • Updated the visualization library

New SQL Server Dashboards Features and Fixes

  • Fixed: Tiles content is replaced with question signs after a long period of inactivity

 

Download e detalhes disponiveis em https://blogs.msdn.microsoft.com/sqlreleaseservices/released-public-preview-for-system-center-management-packs-for-sql-server/

Posted: nov 24 2016, 13:00 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Novos Management Packs para System Center Operations Manager 2016

Após o lançamento e disponibilização do System Center 2016 (SCOM) utilize os novos Management Packs:

New Management Packs:

System Center Operations Manager Management Packs for Windows Server 2016 Essentials

Microsoft System Center Management Pack for SQL Server 2014

Microsoft System Center Management Pack for SQL Server 2016

Microsoft System Center Management Pack for SQL Server

System Center 2016 Management Packs for Open Source Software

Microsoft System Center Management Pack for System Center Service Manager

System Center Management Packs for Data Protection Manager 2016 Reporting, Discovery and Monitoring

Microsoft System Center 2016 Management Pack for Service Provider Foundation (SPF)

Microsoft System Center 2016 Management Pack for Orchestrator

Posted: out 25 2016, 12:39 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

System Center 2016–Updates Rollup

Seguindo o lançamento do Windows 2016 com o Rollup 1 (http://www.marcelosincic.com.br/post/Upgrade-e-Update-do-Windows-Server-2016.aspx), o mesmo acontece com o System Center 2016.

Após as atualizações do System Center 2016, baixe os novos Management Packs do SCOM: http://www.marcelosincic.com.br/post/new-system-center-operations-manager-2016-management-packs.aspx

Porque isso acontece?

Antes de um fabricante liberar uma midia final ao público, ela é distribuida aos fabricantes.

Por exemplo, o fabricante de HW precisa ter certeza que alguma atualização não afetou drivers ou funcionalidades nativas do servidor. Desenvolvedores (ISVs) precisam ter certeza que seus plugins e softwares continuam “conversando” com a nova versão.

Como os dois produtos foram disponibilizados as midias aos fabricantes e desenvolvedores algumas semanas antes que o lançamento, a Microsoft precisa catalogar e gerar um pacote das atualizações que ocorreram entre esse lançamento para os fabricantes e o GA (General Avaliability) público, que normalmente é de 45 a 60 dias.

Update Rollups de System Center 2016

Update Rollup 1 para VMM: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190597

Update Rollup 1 para SCOM: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190029

Update Rollup 1 para Orchestrator: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190603

Update Rollup 1 para DPM: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190600

Update Rollup para SCCM 1609 TP: https://blogs.technet.microsoft.com/enterprisemobility/2016/09/27/update-1609-for-configuration-manager-technical-preview-available-now/


Lembrando que no caso do SCCM os upgrades e updates é realizado na própria console conforme já abordei em http://www.marcelosincic.com.br/post/Novo-Modelo-de-Updates-do-SCCM-2016.aspx

Login