MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Tags

Compliance com Termo de Uso no Azure AD Acesso Condicional

Uma necessidade das empresas com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) é que os funcionários, terceiros e contratados com logins no ambiente é ter um termo de aceite.

Algumas empresas já o fazem na admissão de colaborados ou contratação quando terceiros. Esses termos de uso frequentemente se tornam obsoletos e enviar por email nem sempre se tem a “prova” de que o colaborador leu os novos termos.

Por outro lado, mesmo que não tenha renovação dos termos, um registro de que o colaborador leu periodicamente para relembrá-lo das normas de segurança é desejável para muitas empresas ou corporações.

Criando os Termos de Uso

O termo de uso precisa ser alinhado com o departamento legal junto com RH, uma vez que existem padrões e termos obrigatórios.

Uma vez definidos, gere um PDF que fará upload no portal do Azure em Acesso Condicional em Gerenciamento – Termos de Uso:

image

Veja que nessa opção já será onde poderemos auditar quem leu os termos e também fazer upload em diversos idiomas!

Importante: Veja a opção Periodicidade onde deixei como Mensal para que todos os meses (a cada 30 dias) os usuários tenham que aceitar novamente os termos. Outro item importante é a opção Exigir que os Termos sejam Expandidos.

Criando a Regra de Acesso Condicional para Termos de Uso

Para criar a Politica de Acesso, use o menu Politicas:

image

Nas politicas defina como regra de Permissão o Termo de Uso criado anteriormente. Veja que se houverem diversos termos de uso por conta de colaboradores e terceiros terem diferentes regras, poderá escolher qual se aplica.

image

No exemplo acima, seguimos a recomendação de termos uma politica de acesso especifica para os Termos de Uso e obrigando a leitura.

Claro que existem outras opções como a quem se aplica, regras combinadas, etc.

Resultado

E aqui o resultado, a cada 30 dias eu preciso expandir o Termo de Uso para acessar os recursos do Office 365:

Marcelo Sincic 
0365sincic Terms of Use 
In order to access 03-65sincic resource(s). you must read the Terms of use. 
Termo de uso 
Please click Accept to confirm that you have read and the terms of use,

No caso, eu já havia expandido os termos para que o botão Acessar estivesse habilitado  Winking smile

Comentar

Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts tagged 'cluster'
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Tags

Utilizando o MBCA para Analisar Serviços e Servidores

A Microsoft disponibiliza diversas ferramentas de análise da implementação de um produto. Alguns são nativos e outros opcionais:

Produto Disponibilidade Download e Instalação
Microsoft Baseline Configuration Analyser (MBCA) Extensivel, forma a base para análise de diversos produtos como SQL Server 2012, System Center 2012, Dynamics e outros

MBCA - http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=16475
SQL 2012 - http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29302
Dynamics AX 2012 - http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=28749
SC 2012 - http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=36796
Prereq RSAT W8 - http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=28972

Microsoft Baseline Security Analyser Ferramenta que analise a segurança do Windows, até o Windows 2008 R2.
Foi descontinuada após o Windows Server 2012
http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=7558
Best Practices Analyser São ferramentas nativas do Windows 2008 R2 e Windows 2012 Podem ser instalados pelo Server Manager http://technet.microsoft.com/en-us/library/dd759260.aspx
Failover Cluster Validation Nativo da feature Failover Cluster Executado pelo MMC do Failover Cluster

Vários artigos abordam o uso do BPA e do validador do Cluster são nativos e o MBSA foi descontinuado para o Windows Server 2012, então neste artigo trataremos apenas do MBCA e seu uso exemplo com o System Center 2012.

Instalação do MBCA e Pacotes

A instalação deste produto é muito simples, bastando executar o instalador.

Após instalar o MBCA passamos a instalar as ferramentas, ou pacotes de análise, permitindo que ao abrir o MBCA vejamos uma lista dos pacotes de análise disponiveis:

08-04-2013 10-20-45

Executando o System Center 2012 Configuration Analyzer

Note que ao abrir o menu não terá uma opção para o SCCA, uma vez que ele é um plugin do MBCA, como pode ser visto abaixo:

28-02-2013-09-40-41_thumb3

O passo seguinte é selecionar os computadores que serão validados. Porem, para validar alguns servidores remotos pode ser necessário fazer o registro de segurança com Setspn. Se você não sabe como utilizar, pode usar as instruções do próprio SCCA, como mostrado nos tópicos a frente:

28-02-2013-09-40-51_thumb3

Os resultados são mostrados em duas abas, sendo possivel ver um resumo ou detalhamento dos dados analisados. No exemplo abaixo executei em um SCSM 2012 SP1 e o resultado inicial é que não há pendencias e permitindo exportar o relatório que pode ser revisado posteriormente depois de salvo com a opção “Open Report” no primeiro pront.

28-02-2013-09-42-38_thumb3

28-02-2013-09-43-08_thumb1

Utilizando a opção Collected Data é possivel ver os dados utilizados pelo SCCA para validar o SCSM:

28-02-2013-09-42-49_thumb2

Servidores Remotos

Instalar o MBCA e o SCCA em um único servidor é útil para evitar a instalação em uma farm de servidores ou mesmo para maquinas com acesso limitado. Porem, em alguns casos nao é possivel executar o SCCA remotamente tendo como resultado a mensagem abaixo:

28-02-2013-10-13-44_thumb1

A função Credssp permite que o servidor onde o SCCA está instalado tenha acesso ao servidor que está sendo analisado, sendo simples de ser executado e necessário para análises remotas.

 

image

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse: http://clk.atdmt.com/MBL/go/425205719/direct/01/

Novas Funcionalidades do Failover Cluster no Windows 2012

Um post no blog do time de produto do Windows 2012 levanta luz sobre novas funcionalidades que o MSCS (Microsoft Cluster Service) terá em http://blogs.technet.com/b/server-cloud/archive/2011/12/08/windows-server-8-hyper-v-and-high-availability.aspx.

Muitas funcionalidades são de gerenciamento e configuração, mas algumas se destacam:

  • Live Migration com multiplicas placas de rede – Hoje designamos uma placa para dar suporte ao Live Migration e somos limitados a uma VM por vez. O Windows 2012 utilizará todas as placas que estejam disponiveis para o processo, o que permitirá maior performance e multiplas operações. O processo será alterado de uma placa dedicada como é hoje para utilizar a banda livre em toda as placas.
  • Priorização e Afinidade de VMs – Estes eram dois tópicos delicados quando vendiamos soluções MSCS, pois não temos como indicar a sequencia com que as VMs deverão iniciar e, muito menos, a dependência entre elas. Isso causava problemas com aplicações como SharePoint, System Center ou IIS que dependiam do SQL Server estar iniciado para funcionarem. Como não podiamos indicar esta ordem os servidores IIS subiam antes do SQL, causando queda ou instabilidade nos serviços.
  • Novos limites de 63 nós e até 4000 VMs – Hoje o limite é 16 nós de cluster com até 1000 VMs ou 384 por host. Com o novo limite de 63 nós, aumentou correspondentemente para 4000 VMs. Um aumento de 4 vezes em número de host e VMs suportadas.
  • Transferencia de File Server transparente – Este é um dos itens muito importantes que para muitos passava despercebido em projetos e que na administração do dia-a-dia se davam conta. Quando se move um share de um File Server virtual de um nó para outro o SMB (protocolo de comunicação) derrubava a sessão e o usuário recebia uma mensagem de erro de I/O. No SMB2 no Windows 2012 será possivel fazer a migração sem a perda da sessão, resolvendo este problema. Adicionalmente isso também acontecerá se o File Server foi movido para um site remoto, porem neste caso entra o Hyper-V Replica que já é outro recurso novo no Hyper-V e não do MSCS

Quem quiser ler todo o conteúdo, segue o link http://blogs.technet.com/b/server-cloud/archive/2011/12/08/windows-server-8-hyper-v-and-high-availability.aspx

Posted: dez 09 2011, 14:09 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows | Windows 2012
Login